Engenharia e Construção

Perfis de aço: os principais tipos usados em estruturas na construção civil

Utilizados no exterior há muito tempo, perfis de aço vem ganhando cada vez mais espaço na construção civil brasileira.

Por STEEL GROUP    |    Dia 18 July 2019

Embora no exterior os perfis de aço sejam utilizados há muitas décadas, a construção de edifícios com estrutura metálica é algo relativamente novo no Brasil – e com grandes perspectivas de crescimento nos últimos anos.

Muito disso se deve ao fato que profissionais de arquitetura e engenharia se habituaram a trabalhar com outros tipos de estruturas, deixando de lado as opções metálicas. Todavia, custos mais acessíveis e leque mais amplo de opções têm contribuído para mudar esse cenário nos últimos anos.

A lista de possibilidades é extensa e, por essa razão, listamos os principais materiais que podem ser utilizados em substituição às vigas, pilares e lajes convencionais.

Como escolher o tipo de aço?

Muitos fatores devem ser considerados antes da escolha do tipo de aço que será utilizado na construção em questão. Aspectos como ambiente em que as estruturas se localizam, previsão comportamental estrutural, características atmosféricas e manutenção disponível ao longo do tempo estão entre os itens que precisam ser analisados.

Independentemente da escolha final, os aços estruturais utilizados no Brasil seguem normas estrangeiras, tais como as determinadas pela American Society for Testing and Materials (ASTM) e pela Deutsche Industrie Normen (DIN). Por fim, há ainda aqueles que seguem um perfil determinado pelo fabricantes. As opções disponíveis no Brasil são as seguintes:

Aços de média resistência para uso geral

  • Perfis, chapas e barras redondas acima de 50 mm – ASTM A-36
  • Chapas finas – ASTM A-570 e SAE 1020
  • Barras redondas (6 a 50 mm) – SAE 1020
  • Tubos redondos sem costura – DIN 2448 e ASTM A-53 grau B
  • Tubos quadrados e retangulares, com e sem costura – DIN 17100

Aços estruturais, baixa liga, resistentes à corrosão atmosférica, média resistência mecânica

  • Chapas – USI-SAC41 (Usiminas)
  • Chapas – 245 Mpa (Cosipa)

Aços estruturais, baixa liga, resistentes à corrosão atmosférica, alta resistência mecânica

  • Chapas – ASTM A-242, ASTM A-588, COS-AR-COR (Cosipa), USI-SAC-50 (Usiminas) e NIOCOR (CSN)
  • Perfis – ASTM A-242 e A-588 (Cofavi)

Quais são os perfis de aço utilizados na construção?

Em linhas gerais podemos dizer que os perfis de aço utilizados na construção de edifícios são os mesmos empregados no levantamento de galpões e estruturas similares. Todavia, sempre é possível encontrar algumas especificidades em cada obra. Os perfis mais encontrados são os seguintes:

Perfis para colunas

A escolha das colunas para edifícios é feita em função da compressão. Perfis que possuam inércia significativa em relação ao eixo de menor inércia (casos dos perfis “H”).

Fonte da imagem: Fórum da Construção

Fonte da imagem: Fórum da Construção

Já a escolha dos perfis para vigas leva em consideração a mesa superior travada pelas lajes. Nesse caso, as vigas se tornam sujeitas à flambagem lateral com torção. Já em vigas bi-apoiadas utiliza-se vigas mistas, resultando em soluções mais econômicas.

Fonte da imagem: Fórum da Construção

Perfis para contraventamentos

A escolha dos perfis para contraventamentos leva em consideração a resistência aos esforços normais e a esbeltez. Em edifícios, a esbeltez das peças tracionadas principais é limitada a 240 mm e das comprimidas a 200 mm.

Fonte da imagem: Fórum da Construção

Lajes de piso

As lajes de piso devem ser ancoradas às mesas superiores das vigas por meio de conectores, compondo assim a chamada “viga mista”. Três opções estão entre as mais utilizadas:

  • Laje fundida in-loco: é a solução mais econômica, mas exige formas e cimbramentos durante a fase de cura.
  • Laje com forma em aço (incorporada): depois de fundida in-loco sobre forma de chapa de aço conformada, vence vãos entre vigas e passa a ser ferragem positiva da laje.
  • Laje pré-moldada: o painel pré-moldado é colocado diretamente sobre a viga de aço, sem a necessidade de escoramentos, liberando de imediato a área para outros serviços.

Conectores e paredes

Entre os tipos mais comuns de conectores, o principal destaque é o pino com cabeça e perfil “U”. Mais detalhes podem ser vistos no item 6.4 da NBR 8800, que trata de conectores de cisalhamento.

Por fim, temos as paredes dos edifícios construídos com estruturas metálicas. O mais comum é que elas sejam feitas em alvenaria, com tijolo furado ou tijolo de concreto leve. Nas paredes externas pode-se combinar diversos materiais, incluindo até mesmo painéis pré-fabricados ou pré-montados.

Fonte(s): Fórum da Construção, Portal Metálica e Acobril



Receba com exclusividade notícias e novidades.

WhatsApp